Notícias

Rodobens avança no ambiente online

O grupo brasileiro dá o primeiro passo no cenário digital, com iniciativas que têm gerado mais economia e valor à sua marca

O fato de o grupo Rodobens figurar entre os 100 maiores do País não o fez se acomodar no mercado. Muito pelo contrário. Para continuar crescendo, a companhia brasileira tem uma receita infalível: prestar atenção nas tendências.

E foi de olho no futuro, que o presente ganhou um projeto arquitetado por nós, do CWS. Um portal que conecta os estoques de seus distribuidores, fomentando mais negócios para todos e, ainda, garantindo mais comodidade para consumidores do mercado B2B.

“A ideia é oferecer mais praticidade aos nossos clientes corporativos. Através do epecas.rodobens.com.br, eles têm acesso à nossa rede de distribuição e podem fazer seus pedidos de forma mais ágil”, explica Herbert Piedra, head de suprimentos da Rodobens. “Esse movimento (digital) tende a crescer ainda mais em breve”, prevê.

A previsão de Piedra está alinhada à estimativa da consultoria americana Forrester Research. Um estudo sobre transformação digital B2B revelou que 93% dos compradores de atacado preferem fazer suas compras através de canais virtuais, fato que tem incentivado o mercado a investir em tecnologia.

+ Leia também: O ouro do século 21

Para Lino Rodrigues, professor da Faculdade de Economia e Administração (FEA/USP), a decisão de investir em uma plataforma virtual vai ao encontro da nova era do varejo.

“O consumidor está conectado em diferentes canais e tem mais acesso às informações através da internet. A empresa precisa estar onde seu público está”, afirma Rodrigues. “Se ela ainda sair na frente da concorrência, conquistará uma fatia maior do mercado”, avisa.
A economia também está em destaque com as iniciativas digitais. O projeto da Rodobens, que foi colocado no ar há pouco mais de três meses, já está surpreendendo a companhia, que conseguiu reduzir custos altos.

+ Customer experience: o cliente é o protagonista

“Além de posicionarmos nossa marca no ambiente virtual, já conseguimos economizar R$ 200 mil através de processos que envolvem a digitalização de cadastros”, diz Piedra.

Vantagens para todos

Os bons resultados, até aqui, têm animado o grupo. Entre os próximos passos está criar planos de incentivo para quem compra no portal como, por exemplo, programa de pontuação para consumidores recorrentes.

Herbert Piedra, head de suprimentos da Rodobens. Foto: Guilherme Cassone

Herbert Piedra, head de suprimentos da Rodobens. Foto: Guilherme Cassone


“Queremos fazer algo que favoreça quem compra através da plataforma, de repente, pontos que possam ser trocados por peças ou descontos”, adianta.

O mercado B2C também está na mira da companhia. “Vamos abrir nossas operações para o cliente final. Acredito que não passará do primeiro semestre de 2019”, afirma.

Segundo Piedra, o setor de distribuição já está no caminho que leva à transformação digital, no entanto, outros, dentro da cadeia automotiva, não vão tardar a seguir a mesma rota.

+ Veja mais: A transformaçã é para já

“Não vai demorar para que outras áreas, além do aftermarket, percebam a importância dessas ações em seus negócios. A tendência é atender o consumidor omnichannel, que está conectado em diferentes canais, e oferecer as mesmas experiências e vantagens em todos eles”, analisa. “Felizmente, essa transformação já começou na Rodobens”, diz.

E você, também já começou a sua?

Receba grátis por e-mail

Comentários

Author


Avatar