Fabricantes, Notícias

A operação virtual da Fras-le

Saiba como umas das maiores empresas de autopeças do País está se adaptando à transformação digital e como você, varejista, pode se beneficiar com as ações oferecidas pela companhia

Disponibilizar um ambiente virtual comum para sua rede de distribuição, de modo que o modelo não desrespeitasse a cadeia, sempre esteve nos planos da empresa brasileira Fras-le, referência na produção de lonas e pastilhas de freio.

No entanto, a ideia foi finalmente colocada em prática no final de 2017, quando a companhia conheceu a proposta da nossa plataforma. “Os projetos do grupo CWS se alinham às nossas necessidades e princípios: queremos nos aproximar do consumidor final, entendendo suas carências, mas mantendo o canal de fornecimento atual com os nossos distribuidores e varejistas”, diz a coordenadora de marketing da Fras-le, Morgana Stedile.

Há quase um ano no ar, o Comprefras-le.com reúne lojistas da marca, que ali exibem seu portfólio virtual no portal de um dos principais fabricantes de peças do Brasil. “A exposição favorece a ampliação do canal de vendas, possibilitando mais negócios para a nossa rede de distribuição e, também, maior divulgação da nossa empresa. Nesse modelo, todos saem ganhando”, afirma Stedile.

+ Leia mais: A corrida digital do varejo

A entrada no cenário eletrônico através do portal também reforça a opinião da companhia sobre o comércio virtual. “É um caminho que só tende a crescer e temos que estar preparados para atender as demandas dos nossos clientes em termos de informações sobre os produtos, imagens, vídeos explicativos, entre outros”, comenta.

“Para o consumidor, a possibilidade de comprar online gera mais praticidade e conveniência. Já quem vende através da internet tem uma abrangência muito maior de mercado, fazendo de sua loja virtual, muitas vezes, uma extensão de sua física”, opina.

Na era digital

A digitalização da Fras-le favorece o varejista no momento da criação de sua vitrine online, já que ele pode contar com fotos, aplicações e especificações, informados pela própria indústria. Consequentemente, o consumidor tem mais confiança em fechar um pedido através do Comprefras-le.com.

“Também atuamos com newsletters, ações nas redes sociais e blog, onde postamos conteúdos e promoções que nos aproximam do usuário final”, acrescenta. “Como estratégia de divulgação ainda maior, disponibilizamos um link no nosso site institucional que direciona o consumidor para o portal”.

Morgana, da Fras-le

Morgana Stedile, da Fras-le. Foto: Adriano Stofaleti


A força-tarefa digital ganhou reforço com as nossas ações. “Temos o apoio da plataforma de compra e venda Canal da Peça, que nos ajuda a divulgar nossa marca nas redes sociais, através de e-mails marketing e conteúdos no blog. Ter mais ferramentas de alcance e acesso à relatórios nos auxilia também a planejar nossos próximos passos dentro do ambiente virtual”, afirma.

Ações de incentivo

Os lojistas que vendem através do Comprefras-le.com têm acesso à benefícios exclusivos disponibilizados pela própria companhia, como cupons de desconto e frete grátis.

“A Fras-le subsidia essas ações, que são frequentes, como forma de incentivo para o varejista aumentar suas vendas. Na outra ponta, o usuário tem a oportunidade de conhecer mais nossa linha de produtos e usufruir da gratuidade na entrega”, comenta Morgana.

+ A união faz a força

A Pesquisa Conversion do Consumidor Digital 2017, publicada pela agência brasileira Conversion, comprova os efeitos positivos do frete gratuito: 84% dos e-consumidores entrevistados afirmam que comprariam mais pela internet se o frete fosse sempre grátis. Já o alto custo da taxa de entrega liderou a lista de fatores que desestimulam o cliente a finalizar uma compra, correspondendo a 77%.

Comercializando os produtos da Fras-le pela web, o lojista Emirson Oliveira, do Grupo Frota, aprova a iniciativa. “Acho sensacional essa possibilidade de oferecer frete grátis para os nossos clientes, pois isso beneficia quem está em regiões afastadas. Conseguimos atingir consumidores de outras partes do Brasil e, ainda assim, ser tão competitivo quanto os varejistas desses locais”, afirma o comerciante de Cuiabá, no Mato Grosso.

Crescimento dentro e fora da rede

Com fábricas próprias no Brasil, Estados Unidos, Uruguai, Argentina e China, além de uma de uma joint venture na Índia e presença em mais de 120 países, metade do faturamento da companhia vem das exportações. A empresa, que pertence ao Grupo Randon, cujo faturamento em 2017 foi de R$ 4,2 bilhões, quer aumentar sua representatividade dentro do conglomerado. No mesmo período, a divisão acumulou R$ 832,8 milhões – 2,5% de avanço em relação ao ano anterior. “Nossa meta, até 2020, é chegar aos R$ 2 bilhões”, afirma Felipe De Carvalho, gerente de marketing da companhia.

Para isso, a companhia realizou diversos investimentos como as aquisições de três marcas: as argentinas Armetal e Farloc, e a uruguaia Fanacif. Na Índia, foi criada a ASK Fras-le Friction para atender o mercado asiático e outros países próximos daquela região. Já a unidade da China foi ampliada, enquanto a Colômbia ganhou um escritório de vendas e um centro de distribuição.

Já imaginou expor sua loja no portal da Fras-le? Clique aqui e confira como é fácil!

A expansão também ocorreu no Brasil, onde a Fras-le formalizou uma parceria com a multinacional Federal Mogul, resultando na Jurid do Brasil. Localizada em Sorocaba (SP), a fábrica produz componentes de freio para veículos leves, atendendo o mercado nacional e toda a América do Sul. A aquisição mais recente foi a compra da brasileira Jofund, detentora da marca Fremax, fabricante de discos de freio.

Felipe De Carvalho, da Fras-le. Foto: Adriano Stofaleti

Felipe De Carvalho, da Fras-le. Foto: Adriano Stofaleti


Com ritmo de produção mais acelerado, o faturamento também promete avançar este ano. “Embora tenhamos investido muito nas fusões e aquisições, esperamos crescer, pelo menos, 10% em 2018”, diz Carvalho. “Não tenho dúvida que, no futuro, o comércio eletrônico terá uma participação maior no nosso crescimento”.

Futuro online

De olho no setor, que tende a consumir mais digitalmente, a Fras-le continuará confiando na web para fomentar mais negócios para todos deste mercado.

“Acreditamos muito que o varejo de peças vai crescer cada vez mais, tanto que, dentro do e-commerce brasileiro, os números são muito relevantes: entre 15% e 20% do que é vendido hoje é representado pelo comércio de autopeças. Não tem como não estarmos presentes”, afirma Carvalho.
Assim como o portfólio da Fras-le se destaca por sua diversificação, a companhia quer atuar em todos os meios de divulgação possíveis – sem deixar de lado ações que beneficiem sua rede de distribuição.

+ Veja também: Sua marca no mundo virtual

“Vamos continuar aumentando a exposição no digital e entendemos que o comércio online não veio para acabar com as vendas físicas, mas sim como uma possibilidade de ampliação de negócios para os nossos clientes. Queremos estar preparados e, sobretudo, habilitar varejistas e distribuidores para que possam atender a nova demanda do mercado”, finaliza Morgana.

Receba grátis por e-mail

Comentários

Author


Avatar