Notícias

Canal da Peça: praticidade em um clique

Descubra como funciona o marketplace de peças automotivas, que reúne as principais marcas do setor, como Bosch, SKF e MTE-Thomson. São mais de 800 mil ofertas disponíveis no “shopping virtual”

Há pouco mais de um ano, o varejista de autopeças Alessandro Félix deixou de atender apenas em suas lojas físicas, em Manaus e Boa Vista, para comercializar para todo o Brasil. Ao contrário de muitos lojistas que fazem um e-commerce por conta própria, às vezes sem suporte e conhecimento necessários, Félix encontrou no Canal da Peça a segurança que precisava para fazer bons negócios online.

Para criar uma loja virtual no site, há um passo a passo, disponível em vídeo e texto, e uma equipe pronta para auxiliar os novos varejistas virtuais. “A plataforma possibilita ofertarmos nosso estoque para todo o País. Isso, sem dúvida, é excelente para nós”, afirma Félix. Ele não está sozinho. Mais de 300 lojistas usam o marketplace, que nasceu, em 2012, com a premissa de facilitar a venda de peças automotivas entre lojistas e consumidores de qualquer parte do Brasil.

+ Saiba mais sobre a onda dos marketplaces

Não é à toa que o Canal da Peça se tornou um fenômeno na internet. Além de autopeças, há acessórios, componentes mecânicos, máquinas, ferramentas e óleos para carros, caminhões, ônibus e motos. Até o momento, o portal reúne mais de mil marcas, entre elas a gigante alemã Bosch, as brasileiras Cofap, MTE-Thomson e Nakata, a sueca SKF e a britânica Castrol.

“Há mais de 800 mil produtos cadastrados. Hoje, já temos peças suficientes para atender praticamente todas as necessidades de nossos usuários”, afirma Vinicius Dias, que, com o sócio Fernando Cymrot, criou a plataforma virtual.

Os itens podem ser filtrados por veículo, marca, ano, categoria ou código da peça, facilitando a busca. Um de seus pontos altos é a possibilidade de encontrar mais de 750 catálogos de fabricantes, muitos deles com fotos, vídeos, aplicações de peças e informações técnicas e comerciais, ajudando e simplificando ainda mais a pesquisa do cliente. Já a variação de preço de um mesmo produto pode ultrapassar 100%.

Para os que não têm familiaridade com o universo automotivo, a grande variedade de ofertas possibilita que o usuário tenha ideia do preço real de um determinado item, sem ficar com a impressão de ter sido “passado para trás” na hora da manutenção do veículo. “Cada loja tem um e-commerce dentro do nosso site. Dessa forma, quem o utiliza pode comparar preços”, afirma Cymrot. “Com a vantagem de não ter de sair de casa para fazer a compra e ter muito mais diversidade de produtos do que em uma única loja”.

Vinícius Dias e Fernando Cymrot, idealizadores do Canal da Peça


Até o fim deste ano, o objetivo é atuar com 500 varejistas e 50 fabricantes parceiros. Atualmente, 20 grandes empresas do setor têm parceria com o Canal da Peça, promovendo cupons de desconto e benefícios aos afiliados. Para a expansão do negócio, o motor de ideias dos empreendedores está bem aquecido. Entre as estratégias, um clube de vantagens e benefícios para seus usuários promete ser uma das peças-chave para atrair ainda mais compradores e varejistas.

“Os lojistas que aderirem ao plano mensal terão loja virtual personalizada, acesso a cupons de desconto, frete grátis ilimitado, participação nos portais de grandes marcas, atendimento exclusivo, entre outras vantagens”, afirma Dias. “Já os afiliados, ou seja, compradores que não têm loja poderão comercializar itens de varejistas através de sua própria página virtual, criada no site, podendo ter uma renda extra”. Os planos custam R$ 149,90 e R$ 49,90, respectivamente. (Veja como é fácil se tornar afiliado)

Desde sua entrada na rede, há quatro anos, o Canal da Peça já teve 12 milhões de acessos, mais de 7 milhões de usuários e 32 milhões de pesquisas no site, números que convertidos em negócios somaram, só em 2016, R$ 6 milhões. A meta até o fim deste ano é quase quadruplicar essa cifra. “Queremos fechar 2017 com movimentação financeira de R$ 20 milhões”, diz Dias.

Para dar maior tração e velocidade ao negócio, mais de 40 investidores estão por trás do marketplace, entre empresários, executivos e fundos de investimento. Nomes como Romero Rodrigues, fundador do Buscapé, Eduardo Casarini, do e-commerce Flores Online, e Fabio Hayashi, CEO da Deal Technologies, figuram na lista de investidores. “Fui um dos primeiros a apostar na empresa, pois sempre acreditei no potencial do Canal da Peça”, diz Casarini.

+ Confira, neste link, a entrevista com Romero Rodrigues

Não é de hoje que a comercialização de autopeças pela internet está em alta. Um estudo feito em 2014 pela consultoria alemã Roland Berger, em parceria com a americana Hedges & Company, mostrou que, desde 2008, o comércio online de autopeças cresceu entre 12% e 16%, a cada ano. Segundo dados da consultoria brasileira Ebit, 48 milhões de consumidores fizeram pelo menos uma compra virtual em 2016 no País, o que representa um aumento de 22% em comparação ao ano anterior.

O setor de autopeças também cresceu na rede brasileira: três pontos percentuais em relação ao ano de 2015, provando sua potência no mercado online. O empresário Jason Melo é um exemplo de comprador ativo na internet. “Sempre que preciso de algum item para o meu carro consulto o Canal da Peça. É uma ótima ferramenta para compra de forma rápida e econômica”, afirma. Ao que tudo indica, o marketplace tem tudo para mudar, de vez, o modo como o brasileiro compra peças automotivas.

Receba grátis por e-mail

Comentários

Author


Avatar